You are currently viewing Margem de Contribuição – Como ter resultados confiáveis em sua empresa

Margem de Contribuição – Como ter resultados confiáveis em sua empresa

Margem de contribuição é valor que sobra para a sua empresa após a venda de um produto para o pagamento dos custos fixos da empresa. Ou seja, é um indicador diretamente ligado ao retorno financeiro de sua empresa e não deve ser descartado.

Embora importante e de conceituação simples, muitos empreendedores não sabem como calcular a margem de contribuição, o que acaba trazendo diversos problemas. Isso porque o indicador serve como base para a precificação e também para entender se a empresa está obtendo lucro ou prejuízo.

A margem de contribuição é um importante fator que deve ser levado em conta na hora de calcular o preço de venda de um produto ou serviço. Mas como fazer o cálculo da margem de contribuição e utilizá-lo no dia-a-dia? É o que vamos descobrir neste texto. Acompanhe:

A importância da Margem de Contribuição

Para demonstrar a importância da margem de contribuição, vamos pegar como exemplo a empresa da Maria. Maria possui uma pequena fábrica de tecidos no interior do Rio Grande do Sul. A sua empresa compra a matéria-prima, industrializa e vende o produto pronto.

Mas, certo dia, o preço da matéria-prima aumentou. Ela porém, não repassou este valor ao seus clientes por acreditar que isso impactaria negativamente nas vendas. No mês, ela teve um acréscimo de vendas, porém, começou a ter prejuízos e uma quebra em seu fluxo de caixa. Porque isso?

A resposta é simples. Maria não levou em conta que o valor obtido pela venda dos tecidos não era suficiente para o pagamento dos custos e despesas fixas do mês. Ou seja, não calculou a margem de contribuição.

Além de determinar qual a lucratividade que cada tipo de produto terá para sua empresa, o cálculo de contribuição tem outras vantagens. Por exemplo, você pode tomar decisões importantes como aumentar o preço, cortar custos, buscar produzir mais determinado produto que tem margem maior, oferecer (ou cortar) descontos, criar promoções, entre outras ações.

Confira também: eBook Como calcular o preço de venda

Como calcular a Margem de Contribuição?

O primeiro passo para calcularmos a margem de contribuição é conhecermos quais são os custos variáveis envolvidos para que cada produto seja produzido (ou adquirido, no caso do comércio) e cada venda seja realizada. Aqui podemos contabilizar o preço da matéria-prima, embalagem, frete, impostos, comissões entre outros.

Para calcular a margem de contribuição, basta diminuirmos o valor total obtido pelas vendas e os custos variáveis. Assim, a fórmula é:

Margem de Contribuição = Valor das Vendas – Custos Variáveis

Fácil? Vamos a um exemplo prático para facilitar ainda mais o entendimento. Por isso vamos voltar ao caso da Maria. Vamos supor que para cada metro de tecido ela utilize 10 metros de linha.

  • Preço de venda do metro do tecido – R$ 20
  • Foi feito um pedido de 50 metros
  • O do metro de linha é R$ 1,50
  • O imposto de comercialização é de 5%
  • A comissão do vendedor é de 3%

Dessa forma, vamos para o cálculo:

Receita 50m x R$ 20,00 = R$ 1.000,00

Custos de matéria prima = 50m x 10m x R$ 1,50 = R$ 750,00

Custos com impostos = R$ 1.000,00 x 5% = R$ 50,00

Custos de comissão = R$ 1.000,00 x 3% = R$ 30,00

Custos Variáveis de venda = 50,00 + R$ 30,00 = R$ 80,00

Margem de Contribuição = R$ 1.000 – (R$ 750,00 + R$ 80,00) = R$1.000 – R$ 830 = R$ 170

Ou seja, deste pedido Maria teve como resultado uma margem de contribuição de R$170,00.

Margem de contribuição não é lucro

Este valor não representa o quanto de lucro a empresa teve, mas sim o quanto sobrou para o pagamento da despesa fixa, como salários, aluguel, contas de luz, etc.. Ou seja, o cálculo de contribuição é uma forma de conhecermos o volume de venda necessário para cobrir todas as nossas despesas e obtermos o lucro desejado, o famoso ponto de equilíbrio.

Margem de contribuição e Ponto de equilíbrio

Conhecendo a margem de contribuição de cada produto vendido, podemos calcular o Ponto de Equilíbrio de nossa empresa. Ou seja, quantas unidades precisamos comercializar para cobrir os nossos custos fixos.

A partir que esta “meta de vendas” é batida, qualquer nova comercialização representa lucro para sua empresa. Para calcular o ponto de equilíbrio, basta dividir o custo fixo e a margem de contribuição.

 Ponto de equilíbrio = Custo Fixo/ Contribuição Unitária

Espero que tenha te auxiliado a entender um pouco sobre o que é e como calcular a margem de contribuição. Alguma dúvida? Deixe um comentário abaixo.

Samuel M Basso

Mais de 16 anos de experiência na área de tecnologia da informação Samuel é um executivo de negócios de TI, empresário e professor. Tem uma grande experiência em análise e desenvolvimento de sistemas de gestão, marketing digital, consultor de micro e pequenas empresas.

Deixe um comentário