diagnóstico financeiro

Passos para um diagnóstico financeira

O setor financeiro é o coração de uma empresa. Afinal, é ele que garante recursos para manter todo o negócio em ordem. É por este motivo que devemos garantir que ele esteja em bom estado e funcionando perfeitamente.  E a melhor maneira para fazer isso é através de um diagnóstico financeiro periódicos.

Uma pessoa obesa, que come gordura todo o dia e não vai ao médico regularmente tem muito mais chances de problemas de infarto do que uma pessoa que vai ao médico ao menos uma vez por ano e que cuida da sua saúde. Não é mesmo?

Quando falamos em empresas é a mesma coisa. Isso é o que pode acontecer se tivermos uma estrutura grande e não buscarmos reduzir custos, nem fazer diagnósticos financeiros. Provavelmente teremos resultados menores do que uma empresa que mantém tudo na ponta do lápis. Principalmente em épocas de crise econômica.

Neste post você conhece as principais estratégias para fazer um diagnóstico completo.

Por que fazer um diagnóstico financeiro?

Como dito anteriormente, um dos principais motivos para fazer o diagnóstico financeiro de sua empresa é entender a sua saúde. Afinal, só assim é possível entender se você está tendo resultados ou prejuízos no seu negócio.

Por exemplo, imagine que seu fornecedor apresentasse uma oferta especial. Ele te oferece para comprar uma grande quantidade por um preço abaixo da tabela. Parece tentador, não? Mas como saber se este tipo de investimento é viável e se é realmente necessário? E se, ao fazer o investimento você comprometesse parte dos recursos utilizados para pagar a sua folha de pagamento?

Este é um dos motivos para conhecer a realidade do seu negócio. O diagnóstico financeiro norteia e aponta a viabilidade de novos investimentos.

Outra vantagem é que você passa a conhecer os custos, despesas e receitas do seu negócio. Assim você coloca uma luz sobre os números e consegue traçar estratégias e metas claras para melhorar lucros e resultados.

Passo-a-passo como fazer um diagnóstico financeiro empresarial

Existem alguns passos que você pode seguir para a realização de um diagnóstico financeiro empresarial. Como dito anteriormente, ele aponta um norte para reduzir custos e despesas, otimizar resultados e diminuir problemas de fluxo de caixa. Para fazer o diagnóstico financeiro, primeiramente você precisa juntar os seus controles financeiros, como planilhas, anotações em papéis, extratos bancários e outros controles que tiver. 

Importante salientar que, independentemente da situação, você deve sempre fazer um controle financeiro de todas as entradas e saídas.

Vamos ao passo a passo para fazer o Raio X financeiro da sua empresa.

1 – Conheça o seu faturamento

O primeiro ponto para uma boa análise financeira é conhecer o quanto você arrecada em determinado período. Determine qual o valor total arrecadado no mês e discrimine cada uma das entradas de recursos. 

Para facilitar a compilação dos dados, você pode criar uma tabela no excel para controle diário, em que registra o valor recebido e a origem deste recurso. 

Assim você garante o controle de quanto entrou de dinheiro em determinado mês,quais as principais fontes de recursos, quais os clientes que realizaram pagamentos e quem ficou inadimplente.

2 – Identifique seus custos e despesas

Agora que você já conhece bem o seu faturamento, o próximo passo é identificar todas as suas despesas fixas e custos variáveis criando categorias para analisar as possibilidades de redução de custos. 

Separe cada uma das suas despesas fixas para entender o quanto gastou em determinado período com salários, aluguel, telefone, energia elétrica, água, entre outros. E também crie categorias para seus custos variáveis como matéria-prima, custos de produção, fretes, impostos, comissões, entre outros.

3 – Qual é o saldo a receber?

Você sabe qual o valor exato que sua empresa tem para receber? Muitas vezes, para fechar um pedido, precisamos parcelar, recebendo o montante total aos poucos. Por isso, é preciso manter um controle para que saibamos quais são os clientes devedores e quanto dinheiro ainda temos a receber.

4 – Quais são as suas dívidas?

Saber o quanto você tem para receber é importante, mas você também não deve perder de vista o montante que você tem a pagar. Por isso, discrimine todos os débitos que sua empresa precisa quitar. Separe cada um deles, o valor total e o valor das parcelas (se for o caso), para que você saiba o qual o montante necessário para quitar estas dívidas e se precisará deslocar verba ou apertar o cinto nos próximos meses.

5 – Hora de cruzar os dados

Antes de mais nada, determine qual o período desejado para a análise. É mensal, bimestral, semestral, anual? Compile todos os dados do período e então avalie se as receitas atuais e o saldo a receber é maior ou menor do que as suas despesas e dívidas. 

6 – Estabeleça metas e ações

Após entender como está o setor financeiro você deve estabelecer metas de redução de custos e despesas para o próximo período. Você pode, por exemplo, identificar uma oportunidade para redução no consumo de energia elétrica, ou definir por procurar um fornecedor com condições e preços mais acessíveis. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *