You are currently viewing A gestão empresarial na integração entre setores

A gestão empresarial na integração entre setores

Texto de Diego Fernandes

Já foi a época em que as empresas segregavam seus setores e os empregados se preocupavam apenas com as demandas de seus respectivos departamentos. Aliás, o termo “empregado” ou “funcionário” também já está mais do que obsoleto, e a palavra “colaborador” nunca teve seu significado tão presente nos dias atuais. “Co-laborar” vem de trabalhar junto, em equipe, um ajudando o outro. 

Todos que estão na empresa têm o desafio de contribuir para o seu bom andamento, e isso definitivamente não é algo que se faz sozinho. O individualismo pode levar ao desencontro de informações, que podem gerar erros que poderiam ser facilmente evitáveis se houvesse uma comunicação e integração eficiente entre os setores. 

Evitar conflitos é outra vantagem que o trabalho integrado entre os departamentos oferece, pois dessa forma não fica aquele jogo de responsabilidades  e de empurra-empurra entre as pessoas: – “Ah, isso era você quem tinha que fazer, isso não é minha obrigação, etc”. 

Aqui vão mais alguns benefícios que a integração entre setores promove no ambiente de trabalho:

  • Aumento da produtividade;
  • Ambiente de trabalho mais agradável e colaboradores mais felizes e dispostos;
  • Redução de custos operacionais;
  • Mais criatividade e inovação com o intercâmbio de culturas e visões;
  • Clientes mais satisfeitos com um atendimento centralizado e eficiente, sem ficar sendo jogado de mãos em mãos;
  • Abertura de oportunidades para novos talentos com potencial colaborativo e espírito de equipe;
  • Percepção de diferença da concorrência, que pode ser revertida em mais lucratividade.

Visão de trabalho Vertical X Horizontal

É interessante perceber como atualmente vários termos se utilizam de metáforas para explicar certas teorias, como é o exemplo das visões vertical e horizontal de trabalho, que por si só já dão uma noção de como funcionam.

Mais do que trabalhar, mas pensar e levar a vida horizontalmente é muito mais propício ao sucesso e felicidade. O trabalho horizontal é sobre ver o horizonte, limpo e claro para todos, e único para a empresa, que diz respeito ao seu propósito no mundo.

Já na visão vertical de trabalho, alguém sempre ficava esmagado na parte inferior para que os que estivessem no topo da pirâmide e pudessem enxergar tal horizonte. Não que hierarquias não sejam importantes, mas a união tem que vir em primeiro lugar sempre. 

Confira algumas dicas práticas que você pode implementar na sua empresa para promover uma integração eficiente:

  • Faça uma apresentação cuidadosa da empresa para profissionais novos: Mostre cada detalhe, como funciona cada coisa, como é o jeito de lidar de cada pessoa (especialmente as com mais tempo de empresa), faça o novo colaborador se ambientar e se sentir em casa, à vontade para se abrir com as demais pessoas.
  • Promova confraternizações: Quem não curte aquele churrasquinho da firma? Agora não tá dando pra fazer por conta da pandemia, mas essa é uma oportunidade fantástica para as pessoas descontraírem, serem quem elas são, estreitarem relações, se tornarem mais íntimas e levar essa leveza pro dia a dia do trabalho. 
  • Articule processos intersetoriais: Crie rotinas em que os setores necessitem interagir uns com os outros para a realização de uma atividade. Isso gera um melhor atendimento, domínio e confiança para o cliente, além de sintonizar as equipes e deixar todos por dentro do que está acontecendo na empresa.
  • Desenvolva projetos conjuntos: Elenque colaboradores de diferentes setores para tornar um projeto mais diversificado, promovendo conhecimento mútuo e um trabalho mais dinâmico e encorpado, onde cada um contribui com suas diferentes habilidades. 
  • Invista em ferramentas de comunicação: Crie canais de comunicação que sirvam desde informativos sobre novidades e informações importantes até a interação e entretenimento dos colaboradores. Faça isso de maneira acessível. Assim todos se sentem mais próximos sobre o que está acontecendo e se sentem mais confiantes para se expressarem.
  • Reforce a automação de processos: Ter uma boa estrutura de TI com um time proativo facilita o trabalho de qualquer um. Escolha boas ferramentas para dinamizar as atividades do pessoal no dia a dia.
  • Opte por indicadores compostos: Mais conhecidos como KPIs (indicadores de performance) essa estratégia permite traçar objetivos e metas mais assertivas de acordo com o andamento de cada setor. 

Bem, de maneira geral, quem lida com pessoas sabe que essa não é uma tarefa nada fácil. Porém, com conhecimento e paixão pela profissão de gestor de pessoas, é possível construir um time forte, integrado e motivado a trabalhar em suas atividades. 

Afinal, o mundo é feito de pessoas para pessoas. Nenhuma empresa vai chegar a lugar algum se não tiver como propósito maior a promoção da satisfação e bem-estar das pessoas (e do planeta também, de forma geral). Está cada dia mais claro que é sobre isso: P-E-S-S-O-A-S. Não somos robôs e o mundo precisa da gente.

E na empresa onde você trabalha, como anda a gestão de integração entre os setores? 

Samuel M Basso

Mais de 16 anos de experiência na área de tecnologia da informação Samuel é um executivo de negócios de TI, empresário e professor. Tem uma grande experiência em análise e desenvolvimento de sistemas de gestão, marketing digital, consultor de micro e pequenas empresas.

Deixe um comentário